Receba dicas grátis!

Relatório escolar: saiba como preencher diário de classe

O diário de classe, ou caderneta, como também é conhecido, é um instrumento de trabalho fundamental no dia a dia de um professor, assim como para a escola e orientação dos alunos. Trata-se de um documento que comprova a presença do aluno em sala de aula, além de abrigar os registros do que foi trabalhado em classe.

A caderneta também pode conter relatórios de comportamento, datas para entrega de trabalho e outras observações. O preenchimento de um relatório escolar pode variar de acordo com a instituição na qual você trabalha. Certamente, a escola oferecerá a todos os docentes um modelo preparado.

Há algumas regras básicas que podem ajudar no preenchimento dos diários de classe de maneira generalizada. Por isso, reunimos neste post informações importantes sobre o assunto. Acompanhe!

1. Organize o diário de classe por ordem alfabética

A dica mais básica e que pode facilitar bastante a vida de qualquer professor ou pessoa que tiver acesso ao relatório escolar é organizá-lo em ordem alfabética. Considere que algumas turmas são grandes e numerosas. Logo, o controle dos alunos pode ficar complicado se o diário de classe não tiver esse nível de organização.

A ordem alfabética não deve se limitar ao primeiro nome, mas deve abranger os sobrenomes dos alunos. Isso também ajudará o professor a encontrar mais facilmente os estudantes que tenham o mesmo nome (sabemos que alguns nomes são muito comuns), de modo que os sobrenomes serão o diferencial nesse cenário.

2. Crie um espaço para as datas caso não exista

Outro ponto essencial para o preenchimento e a organização do seu diário de classe são as datas. Normalmente a caderneta vem com esse espaço definido. Porém, caso isso não aconteça, não se esqueça de reservar um cantinho para elas.

As datas dos dias das aulas são fundamentais para que o professor consiga se orientar a respeito da matéria dada, acerca das faltas dos alunos e também dos feriados daquele mês.

3. Crie um sistema de códigos para o seu preenchimento

Muitas vezes, para que o relatório escolar não seja muito extenso, as tabelas oferecem espaços limitados para o preenchimento das informações. Como nem tudo pode ser preenchido com um “x”, ou o professor certamente terminará o semestre atrapalhado, é interessante elaborar um sistema de códigos para esse preenchimento.

As letras ou os símbolos específicos podem sinalizar uma falta, desistência do curso, transferências de turmas ou mesmo casos específicos como doenças, entre outras questões. Você pode colocar uma legenda na capa da caderneta para não esquecer o sistema de códigos posteriormente.

4. Evite rasuras no relatório escolar

Por se tratar de um documento, o diário de classe não deve conter rasuras. Portanto, o principal cuidado ao preenchê-lo são os possíveis erros. É indicado que o professor preencha os relatórios finais e as demais informações o mais próximo possível do fim do período.

As faltas também devem ser anotadas previamente a lápis. Assim, caso alguma falta precise ser abonada, o diário não será rasurado.

No mais, esteja sempre atento às regras da instituição, para que o preenchimento do relatório escolar não tenha equívocos.

O que achou das dicas acima? Restou alguma dúvida? Deixe aqui o seu comentário com as suas perguntas e/ou impressões sobre o tema!

Adicionar comentário