Receba dicas grátis!

Reposição de materiais para escritório: saiba como se organizar

reposição de materiais para escritórioCom a grande lista de afazeres diários, é possível que alguns elementos básicos, mas essenciais para o funcionamento adequado de um escritório, sejam deixados de lado. Um bom exemplo disso é a organização para a reposição dos materiais.

Quando o profissional menos espera, no meio do expediente acaba o papel, as pastas não são suficientes, as canetas estão falhando, os grampos acabaram, entre outros contratempos que seriam resolvidos de fácil maneira com mais organização.

Esses problemas, apesar de parecerem banais, podem atrapalhar o desempenho das suas funções no dia, comprometendo até a produtividade do trabalho como um todo. Por isso, é fundamental saber se organizar para que os materiais não faltem quando você mais precisa.

Diante da importância do assunto, separamos algumas dicas bastante úteis para o seu planejamento na reposição de materiais para escritório neste post. Continue com a leitura para saber mais!

Faça o cálculo e a contagem do estoque

Na reposição de materiais para escritório é fundamental ter uma planilha que seja correta e constantemente atualizada sobre todo o material utilizado. Nela deve ser computado tudo o que entra e o que sai diária ou, pelo menos, semanalmente. Assim você consegue identificar melhor os itens que são usados constantemente ou em maior quantidade, e pode ter uma ideia apropriada na hora de realizar a compra mensal de reposição.

Assim, nos meses seguintes será mais fácil realizar o cálculo dos itens e separar o investimento necessário para cumprir com essas aquisições, sabendo exatamente o que falta e o quanto será utilizado nos meses à frente.

Evite excessos e desperdícios na reposição de materiais para escritório

Fazer uma lista dos itens necessários é conveniente para evitar o estoque de materiais que não são indispensáveis. Se o orçamento estiver apertado, deixe os excessos de lado. Foque no que precisa ser reposto com mais frequência e que não pode faltar de jeito nenhum.

Por exemplo: resmas de papel, cartuchos para impressão, lápis e canetas, pastas e arquivos mortos costumam ser os elementos com maior necessidade para a reposição de materiais para escritório. Alguns itens só precisam ser comprados novamente em caso de avarias, como os grampeadores. Já os grampos, talvez precisem de reposição com menos tempo.

Peça ajuda aos funcionários

Os funcionários da empresa também podem ajudar no ótimo controle da reposição de materiais para escritório. Se cada um ficar responsável por atualizar o controle do que entra e sai do próprio escritório, a contabilidade será facilitada.

Outro ponto relevante para a economia da empresa está na orientação correta de sua equipe. Deixar os funcionários a par dos gastos com o material é importante para evitar desperdícios.  Além disso, controle o material impresso, não permita a utilização da impressora para questões pessoais, reutilize as folhas que foram impressas erradamente para fazer rascunhos. Esses são alguns dos avisos mais eficazes que poderá aproveitar.

O material é comprado pensando em todos que compõem o escritório. Isso quer dizer que deve ser de responsabilidade de todos os envolvidos.

Prestando atenção a esses pontos, a reposição de materiais para escritório será uma missão bem menos complicada. A empresa será capaz de controlar os gastos e até mesmo melhorar o rendimento dos materiais, sem que a produtividade da equipe fique comprometida. Vale a pena se organizar.

As dicas foram úteis para você? Tem alguma sugestão que gostaria de acrescentar? Deixe o seu comentário aqui! Sua opinião é sempre bem-vinda no blog.

Adicionar comentário